O conceito de lugar na análise e projeto da paisagem urbana

O MISTÉRIO DO DESIGN DOS JARDINS CHINESES REFLETIDOS NO SUNKEN GARDEN TUMO PARQUE REVELA COMO TOPOGRAFIA PODE SER PENSADA EM ARQUITETURA PAISAGÍSTICA OS PRINCÍPIOS DE GEHL ARCHITECTS PARA QUE AS CIDADES SEJAM MAIS HABITÁVEIS

7 espaços públicos de Paris que serão remodelados para acolher pedestres e ciclistas

plaza-gambetta-fuente-ayuntamiento-de-paris

Os projetos urbanos de Paris nos últimos anos têm chamado a atenção internacional. Isto porque as propostas estão orientadas segundo um paradigma de mobilidade urbana sustentável, isto é, centradas nas pessoas, ciclistas e transporte público.

Por isso, propostas como a ampliação dos espaços públicos nas margens do rio Sena, a criação de mais Zonas 30, a remodelação da avenida Champs-Élysées e o Plano de Bicicletas 2015-2020, que pretende transformar a cidade “na capital mundial do ciclismo”, estão se tornando modelos a serem seguidos.

 

plaza-de-la-bastilla-fuente-ayuntamiento-de-paris

 

Seguindo a mesma linha, a Prefeitura de Paris anunciou recentemente seu próximo plano urbano. Trata-se da intervenção de sete lugares icônicos da cidade, localizados em regiões de trânsito intenso de automóveis, com o objetivo de redistribuir o espaço viário existente, dedicando 50% deste a pedestres e ciclistas.

Os sete locais da capital francesa que serão remodelados são as praças da Bastilha, Gambetta, Itália, Nação e Panteão, além da estação Place des Fêtes e o entorno da Igreja de Madeleine.

 

estacion-de-place-des-fêtes-fuente-ayuntamiento-de-paris

 

Entre estes, a Praça da Bastilha foi a última a passar por reformas, em 2013, quando recebeu mais árvores e mobiliários urbanos, o que acabou atraindo mais pessoas para o local.

Em cada um dos locais a serem alterados, o plano prevê a criação de novas rotas para os pedestres e ciclistas, garantindo sua acessibilidade e segurança, sobretudo nos cruzamentos.

 

iglesia-de-la-madeleine-fuente-ayuntamiento-de-paris1

 

A iniciativa também busca promover o acesso ao transporte público e intermodal, dedicando mais espaços aos diversos usos que podem ocorrer nesses espaços públicos.

Nas imagens, pode-se ver em bege os espaços que serão dedicados aos pedestres e que atualmente são destinados aos automóveis; nas linhas amarelas, os pontos onde serão implementados os cruzamentos de pedestres; com pontos amarelos, as zonas de trânsito lento; em verde, as áreas que poderiam ser destinadas aos canteiros de vegetação; e em roxo as áreas de uso temporário.

 

plaza-de-la-nacion-fuente-ayuntamiento-de-paris

 

Segundo a prefeitura, as obras serão iniciadas em 2017. No momento, as autoridades estão trabalhando em conjunto com a empresa estadunidense Placemeter, dedicada a quantificar os pedestres, ciclistas e automóveis que passam diariamente por estes espaços públicos, visando definir o redesenho destes segundo seus usos, em vez de gastar mais recursos em projeções.

Durante os próximos meses, o município convidará planejadores urbanos, arquitetos e paisagistas a darem prosseguimento aos projetos.

 

plaza-del-panteon-fuente-ayuntamiento-de-paris

plaza-de-italia-fuente-ayuntamiento-de-paris1

 

Fonte das  imagens: © Sophie Robichon. Prefeitura de Paris.
http://www.archdaily.com.br/br/787751/7-espacos-publicos-de-paris-que-serao-remodelados-para-acolher-pedestres-e-ciclistas
Tradução livre Lais Oliveira

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Posts relacionados:

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique por dentro!
Inscreva-se agora no nosso Newsletter:
Arquivo